CONHEÇA O PARQUE SKYGLASS CANELA

Um atrativo único no mundo

O Skyglass Canela está localizado num dos mais espetaculares cenários da Serra Gaúcha, o Vale da Ferradura. Em meio a araucárias, pássaros, animais silvestres e uma paisagem sem igual, o Skyglass Canela oferece uma experiência ímpar. Entre nossas atrações, destacam-se: - A plataforma Skyglass: uma das maiores plataformas de aço e vidro do mundo e única na América Latina e que avança 35 metros para o vale. - O Abusado: Um monotrilho com cadeiras suspensas que levará você para um passeio a 360 metros de altura em relação ao Rio Caí. O Abusado é um passeio opcional ao ingresso da plataforma, entretanto, imperdível. Único no mundo, a experiência dá aquela emoção e você sentirá a sensação de flutuar e poderá curtir a paisagem de uma maneira singular. - O Memorial do Ferro de Passar é outra atração inédita. Oferece uma coleção inusitada que conta a história desse afazer milenar e conta com uma incrível exposição, com informações que podem ser obtidas pelos QRcodes em cada ponto da exposição. O acesso a exposição do Memorial é gratuito para quem compra o ingresso de acesso. Além das atrações exclusivas, o parque dispõe de completa infraestrutura de lazer com estacionamento, loja de souvenirs, praça de alimentação com lanchonetes e quiosques, loja de vinhos, playground e deck.

UMA INCRÍVEL EXPERIÊNCIA DE CAMINHAR SOBRE O VIDRO

Venha testar seus limites!

A Skyglass Canela é a primeira plataforma de aço e vidro da América Latina. Entre as maiores plataformas estaiada do mundo, o inédito atrativo avança 35 metros sobre o Vale da Ferradura. Única na América Latina, você poderá se aventurar sobre o vidro e levar lindas recordações dessa experiência de tirar o fôlego a 360 metros de distância do Rio Caí e contemplar essa linda vista de vários ângulos.

Conheça

O ABUSADO: INÉDITO E ÚNICO

Flutue no céu num monotrilho de cadeiras suspensas exclusivo!

Além de caminhar sobre o vidro, você poderá sentir toda a sensação de liberdade circulando num exclusivo monotrilho de cadeiras suspensas. O brinquedo inédito, que recebeu o nome de Abusado, oferece cadeiras suspensas com 10 lugares. Você terá a sensação de flutuar no céu! E também, muita emoção, capaz de sentir “borboletas no estômago”, e admirar a linda vista do vale, rio, paredões e cachoeira.O Abusado é um passeio opcional, entretanto, imperdível! Pode ser comprado em combos ou após compra da entrada ao Skyglass. Por ser quantidade limitada diária, aconselhamos fazer a compra antecipada, reservando a volta para o dia. A fila será por ordem de chegada. Para que vai fazer o passeio no Abusado, venha com tempo para aproveitar e porque pode haver filas de espera dependendo do horário da visita.

Conheça
MEMORIAL DO FERRO DE PASSAR

Essa é uma atração imperdível e que possui acesso gratuito a quem compra a entrada no Skyglass. É uma oportunidade de saber um pouco mais e se encantar com sua família e apreciar uma exposição com muita informação através dos Qrcodes em cada etapa para enriquecer o conhecimento do visitante. O Memorial do Ferro de Passar reúne um acervo de diversos continentes. O espaço apresenta a evolução deste utensílio ao longo da história, dos passadores em forma de caçarola das antigas dinastias chinesas até os contemporâneos ferros elétricos a vapor. Curta esse conteúdo exclusivo e o passeio com sua família!

EVOLUÇÃO E CURIOSIDADES

O memorial possui aproximadamente 300 peças. Além da evolução do utensílio ao longo da história, o acervo inédito traz curiosidades sobre o ferro de passar. O instrumento começou a ser utilizado há centenas de anos.

VIAGEM PELA HISTÓRIA

Desde o século IV, já existiam meios de se passar as roupas, principalmente, as femininas. Os chineses foram os primeiros a utilizar uma forma rudimentar desse instrumento: consistia em uma panela cheia de carvão em brasa, manuseada através de um cabo comprido, a fim de obter o resultado desejado. Nos séculos seguintes, no Ocidente, passaram a usar a madeira, o vidro ou o mármore como matéria-prima desse instrumento. Eles eram utilizados a frio, uma vez que até o século XV as roupas eram engomadas, o que impossibilitava o trabalho a quente.